quarta-feira, outubro 03, 2007

Infância

O que eu dava por poder voltar a esse sabor de infância, as bolas de berlim que umas senhoras vendiam na Praia de Carcavelos. Elas apareciam a apregoar bolos, que transportavam, praia fora, numa caixa branca que abria em prataleiras de madeira. O cheiro dos bolos ficou-me para sempre, e a memória do sabor também.


Quem dera, hoje.

32 Comments:

At 10:07 da manhã, Blogger Alice said...

Tens razão, Pedro. Nunca mais consegui saborear aquele cremezinho tão gostoso daqueles bolas. Nunca mais. :'(
Um beijo

 
At 10:21 da manhã, Blogger FR said...

Até deixa água na boca ...

 
At 10:29 da manhã, Blogger Luísa said...

Para mim, não era na prais de carcavelos, era na do estoril! Quando saíamos da praia tínhamos de passar por um túnel, que passava por baixo da linha do comboio, para o apanharmos no sentido Lisboa. As senhoras das bolas de berlim estavam aí. Hum... que saudades do cheirinho e do sabor, claro. E estou como tu! Nunca mais comi bolos tão bons!
Um abraço,
Luísa

 
At 11:27 da manhã, Blogger Ana said...

este post abriu-me o apetite...
quem me dera comer bolinhas de berlim cheias de creme como antigamente, sem inevitavelmente pensar nos efeitos secundarios, vulgo gordura. :-)

 
At 11:54 da manhã, Blogger emvooplanado said...

Este post não se faz. Hoje dar uma bela dentada num "pecado" desses é ser visto como um depravado. Realmente cada vês me sinto mais castrado.
Não querendo fazer humor negro, como diz uma amigo meu: Havemos de morrer saudaveis.

 
At 11:56 da manhã, Blogger Ana said...

Tb quero uma!!!

 
At 12:02 da tarde, Blogger Mimi said...

Para mim é uma sem creme, "ó faxavor" ;)

 
At 12:11 da tarde, Blogger anamoris said...

Adoro bolas de Berlim, cheias de creme.
Acho que todos temos essa memória da infância, mas vou-te dar uma dica preciosa: Se vieres ao Chiado experimenta as bolas da Padaria da Calçada do Sacramento!!!
Beijos

 
At 12:27 da tarde, Blogger Andreia said...

Já não há bolas assim... Mudaram-lhes o creme para um de igual cor mas cujo sabor jamais será igual... Já as belgas a mesma coisa. Comprava-as no Socipala, a embalagem era de cartão por baixo e "celofane" por cima e eram grandes e as melhores bolachas que havia. Nunca mais foram as mesmas... Pq é que hão-de alterar as "fórmulas" do que era tão tão tão bom!!!??? Buáaaaaaa! Nostalgia!

 
At 12:34 da tarde, Blogger Patricia said...

Pedro, também me lembro muito bem! Mas deixa-me dizer-te que conheço ali bem perto umas bolas de Berlim iguais, ou quase quase! É tão perto que até podes comprá-las e ir comer para a praia ;)
Pastelaria "Mar à Vista", no bairro do Junqueiro, junto à farmácia.

 
At 12:38 da tarde, Blogger maria said...

Quem me dera também... mas eu agora não posso mesmo comer nenhuma.:(
Mas deixam tantas saudades..
bjnhos

 
At 12:38 da tarde, Blogger Alexandra said...

não vejo qual é o problema?! A sra. Maria das bolas de berlim da praia de Carcavelos desapareceu há muitos anos, mas desde há muuuuitos também que não falta nunca no Verão a Sra. Graça (que no Inverno vende castanhas assadas na estação de Carcavelos. Só lá vou 1 vez cada 2 anos com a minha mãe, mas sei que ela não falha!
Agora prefiro a praia do Guincho (e aqui que ninguém nos ouve, as bolas também são melhores...)

 
At 1:05 da tarde, Blogger Cati said...

Cheiros e sabores da infância... sem sentimentos de culpa e com tantas saudades!

 
At 1:11 da tarde, Blogger Blondchicken said...

Pronto! Já me cresceu água na boca! Para mim é mesmo com muito creme, de ficar toda lambuzada... Belos tempos os da nossa infância em que ainda se podiam vender as bolas "com creme e sem creeeeeeeeeeeeeme". Mas este ano tive a "sorte" de encontrar um infractor numa praia à margem de tudo no Algarve... Daquelas desertas que ficam à beira do mato. É verdade, ainda há alguns recantos que ficaram por descobrir no meio de tanta construção frenética. Mas depois também não têm nem bar, nem nadador-salvador nem mais nada! Mas compensa levar a bela da geleira de casa (o garrafão de vinho tinto é que não)e passar o dia naquela pacatez sempre com muita atenção quando se vai a banhos (porque ninguém nos pode salvar em caso de emergência)! Mas voltando ao assunto, lá comprámos umas Bolas de Berlim com creme (porque uma é pouco) àquele vendedor à margem da lei! Arrisquei apanhar uma intoxicação alimentar por salmonelas, lá isso arrisquei, mas soube-me pela vida! Vou voltar lá para o ano de certeza e vou esperar pelo infractor... Se for recambiada para o hospital nas horas seguintes... bem, vou pagar a doidice a soro mesmo! Às vezes só aprendo quando me lixo mesmo!

 
At 1:43 da tarde, Blogger nuno said...

Bem a minha primeira memoria de bolas de berlim foi nos Antigos Cinemas Alfa em Lisboa, primeiro filme para "adultos" que fui ver, Back to the Future, e ainda nos dias de hoje digo quando me falam de bolas de berlim, nunca na minha curta vida comi uma bola tão grande como ali, não tinha a ver com o meu tamanho não eheheh, recordo-me do meu tio que me levou ao cinema me dar a bola para as mãos e eu ficar a babar para aquele monstro coberto de açucar e com aquele creme amarelo que parecia um rio que saia de dentro da bola, devo ter levado o tempo todo para entrar para o cinema e toda uma primeira parte para a devorar !

 
At 2:23 da tarde, Blogger Jedi Master Atomic said...

Hmmmm.....Bola de berlim com creme. Só gostava de as comer quando eram acabadinhas de fazer.

lol

 
At 2:26 da tarde, Blogger Paula said...

Ainda há na praia de carcavelos, só que é a D.Graça diz na arquinha dela "Bolos da Graça" tem com creme e sem.
E grita: "Bolinhaaaaaaaaaaaaas"

=)

 
At 2:34 da tarde, Blogger I said...

santo antónio da caparica, fábrica dos pastéis, na av. afonso albuquerque (é a principal) só abre aos fins de semana. É o delírio das bolas de berlim, mas tem q se ir de manhã. Abre às 07:00. Eu nem olho para lá quando passo na estrada tal é a tentação.

 
At 3:51 da tarde, Blogger João Paulo Cardoso said...

Pessoalmente, imagino-me a rebolar com a Angelina Jolie, a Scarlett Johansson e a Catherine Zeta-Jones numa bela piscina desse delicioso creme amarelo, próprio das Bolas de Berlim.

Quem dera, hoje.

Um abraço.

http://oeldorado.blogspot.com/

 
At 4:59 da tarde, Blogger Mãe Gabi said...

ha coisas que nunca se esqueçem!

 
At 5:19 da tarde, Blogger Mais um passo... said...

Bola de berlim na praia é um clássico de antigamente.. um "antigamente" sem ASAE...

Também recordo com saudade as bolas de berlim que comia na praia, ainda molhada dos benhos de mar, ainda com areia espalhada pelo corpo incluindo as mãos, as mesmíssimas mãos que pegavam nas bolas..
Era açucar, era areia, era o sabor do mar salgado, era uma felicidade...

Saudades..

 
At 5:23 da tarde, Blogger Mais um passo... said...

Eu disse "benhos de mar"?!?! Olha, pois disse...
I mean "bAnhos", como será perceptivel...

 
At 5:51 da tarde, Blogger Alcabrozes said...

Boliiiinhos! Há bolos fresquinhos e batatinha friiiita!
Assim apregoava a Dª Graça!

 
At 6:18 da tarde, Blogger Carla said...

...Tendo e não a ver com o assunto e se não for pedir muito Pedro R., venho apelar para que se possível divulgues por aqui ou por onde achares melhor, o acontecimento a ter lugar na Expo, no próximo fim de semana para comemoração do dia mundial do animal, nada melhor que os ajudar de verdade, portante, estamos a falar de uma grande campanha de adopção de animais domésticos em dias abandonados... Pormenores e cartaz de divulgação no site dos organizadores LPDA - Liga Portuguesa dos Direitos do Animal (http://www.lpda.pt//index2.htm) ou em palavrasindefinidas.blogspot.

Obrigada!

Carla

 
At 7:12 da tarde, Blogger Pedro said...

Aqui no nuorte num há diss... é bolacha amAricana e batata frita...

Aqui em aBeiro grita-se: "Olha blaicchhhh"!!!

mmmmm :o)

E regueifas e pinhas e afins tb.... yummy!!

Mas umas boas bolas de berlim, sim senhor! que bien... agora não são as mesmas, nem mesmo o açúcar, que agora é polvilhado e já n é em grãozinhos... :(

 
At 7:37 da tarde, Blogger BlueAngel said...

Também me lembro dessa senhora e das belas bolas de berlim que vendia na praia. Havia outras, noutras praias, que eram igualmente excelentes. Não há nada como comer uma bola de berlim deitadinha na toalha depois de um grande banho de mar. O melhor de antigamente era não haver ASAE e estas belas iguarias poderem ser vendidas cheias de creme transbundante. E onde arranjaste essa bela foto??? É de fazer crescer água na boca!!!

 
At 11:50 da manhã, Blogger Luis said...

era a gracinha das bolas de berlim, muito boas, que saudades.

 
At 1:38 da tarde, Blogger Cláudia, a mamã da Daniela said...

É pá!
Essa não vale!
Estou com fominha e tu pões fotos de bolas de berlim com creme!!!!!

Não é justo!

 
At 5:22 da tarde, Blogger Ruinalguinha Graúdo said...

Pedro, eu tb tenho essa recordação, mas neste inicio de (pseudo)verão na praia da Manta Rota descobri uma senhora que vendia as ditas bolas de berlim na praia e com a tal caixa de madeira!! Bem, foi um revisitar o passado que nem te digo!
Vê o meu post dessa altura em:
http://pionez.blogs.sapo.pt/95497.html
Resumindo: elas ainda existem!!!
;-))))

 
At 6:47 da tarde, Blogger fantasma said...

Ai o que eu adoro bolas de Berlim..... nham

 
At 7:23 da tarde, Blogger Pretazeta said...

até podes encontrar bolas de berlim boas, mas aquelas, pelo meio e pela altura em que estás. São só memórias...
:))

Posso sempre dizer-te que aqui no Porto há e muito boas!!!

 
At 2:17 da tarde, Blogger andreianeto said...

Esta foto faz salivar...
Lembro-me qdo era miúda de ir à praça de algés c/a minha avó fazer as compras e na entrava do lado esq. havia um balcão cheio de bolos q eu não conseguia deixar de olhar ... até q a minha avó me dizia "queres um bolo? então diz lá qual é?! era sempre uma bola com creme. Ainda hoje qdo como uma bola, lembro-me daquelas q comia qdo era míuda. Parece q na Pastelaria Garret ao pé do Casino Estoril são boas, tenho q 1 dia experimentar.
Obrigada Pedro por lembrar estas memórias...

 

Enviar um comentário

<< Home