quinta-feira, agosto 30, 2007

Manhãs.

Entro na auto estrada, ainda é noite. Meia duzia de carros, asfalto novo, o sol começa a nascer vagamente, lá ao fundo.
Quando chego a Lisboa, estaciono o carro e faço 5 minutos a pé que são um bálsamo. Quando saio do Parque tenho o Marquês e o rio ao fundo.
Não há quase ninguém na rua, corre uma brisa fresca mas o dia promete calor. Aqueles cinco minutos a descer a rua deserta, a evitar a rega do parque; passando a bomba de gasolina que está a abrir, os cafés também...de um desses cafés já vem um cheiro a fritos que não augura nada de bom e por isso passo ao largo.
Quando se abrem as portas automáticas de vidro que dão para o corredor que leva ao estúdio, vou pronto para o dia.
Aquele passeio de cinco minutos é um tesouro, todas as manhãs.

19 Comments:

At 10:27 da manhã, Blogger tuBo em cima said...

nada como caminhar para onde o vento nos leva...
ML

 
At 10:32 da manhã, Blogger Gomezzz said...

Todos os dias faço rua e avenidas em Lisboa cheias de trânsito, com a pressa que é habitual a todos. Sinal vermelho, para arranca, buzina ali, entrega do jornal...

Depois chego ao topo da Av. da Torre de Belém no Restelo... Olho ao fundo a torre, o rio que corre lentamente... As arvores ladeando a avenid a baixo....

São os 2 minutos de zen antes de entrar no atelier...

De manhã tudo tem outra cor...

 
At 11:10 da manhã, Blogger Maria said...

As coisas mais simples da vida, são sempre as melhores e as que guardamos com mais carinho!
Beijinhos!

 
At 11:24 da manhã, Blogger rita said...

É cedo, o despertador toca, uma, duas, três, toca até que eu me decida a levantar-me, levanto-me, visto qualquer trapinho que apanho á mão, ainda estremunhada pela "ronha" (adoro a palavra ronha!!), com um olho meio aberto e outro com uma perguiça enorme de abrir. Lá fora espera-me a saudade, a alegria, a excitação e o entusiasmo da manhã, abro a porta, pego nele e vamos os dois passear, ele contente porque finalmente vai fazer o seu xixi da manhã, por poder correr, sentir os cheiros e partilhar deste momento com a sua cara metade e eu deixo simplesmente levar-me pela delícia deste ritual que me acompanha á cinco anos todas as manhãs e que não dispenso por nada, este momento faz-me renascer todos os dias!
Estes minutos de infinito prazer que sinto e sei serem o meu equilibrio!
Obrigado Simão por me proporcionares tamanho prazer, obrigado vida por me permitires viver e sentir estes momentos, obrigado Pedro, por partilhares estas sensações com o "mundo" que te rodeia!
Nós adoramos-te!
xi-coração

 
At 11:44 da manhã, Blogger Ana said...

Moro em Coimbra, e não em Lisboa, mas a minha caminhada até à faculdade todas as manhas é das melhores coisas do dia… é bom ver a passagem da noite para o dia… é bom sentir que estamos vivos, mais um dia…

 
At 11:54 da manhã, Blogger Beguinha said...

Os pequenos momentos. O melhor dos dias. O melhor de tudo.

 
At 2:02 da tarde, Blogger Just a blog said...

Eu faço o percurso entre o Rossio e o Lg do Camões é sempre a subir mas vale a pena ver as lojas a abrir ver já alguns turistas que por aqui andam. Pena é depois chegar ao Bairro Alto e ver as ruas todas sujas de copos, garrafas partidas e sei lá mais o que dos restos da noite, será que o pessoal não poderia ser um pouco mais civilizado e ter não só mais respeito pelos habitantes do Bairro, mas também se lembrarem que ali vive gente e na sua maioria já idosa, aquilo que já foi e poderia ser um sitio bonito esta se a tranformar em algo que não gosto e é pena!!!

 
At 2:09 da tarde, Blogger Lídia Amorim said...

eu tb tenho um passeio desses de 5 minutos antes de chegar á rádio... é bom demais...

 
At 2:25 da tarde, Blogger ccunha said...

Hum, que delícia...
É a vantagem de se entrar ao serviço quando ainda está quase tudo a dormir!
:)

 
At 2:34 da tarde, Blogger meldevespas said...

Passei por aqui, e gostei muito do que escreveste hoje. Até parece que a tua caminhada matinal é feita aqui na minha cidade, no meu calmo e lindo Alentejo, tal é o ambiente que transmites.
Algumas horitas depois esse breve rumor dá lugar ao caos... =(

 
At 2:36 da tarde, Blogger vitoscano said...

É bom sim,mas pior quando esta chover

 
At 2:44 da tarde, Blogger emvooplanado said...

Por oposição. Eu saio de casa, entro no carro e enfio-me nas filas do IC19. Quando chego a Lisboa não há Rio que me valha nem café que me aqueça.

 
At 2:46 da tarde, Blogger Angie said...

Como eu entendo os benefícios de uma caminhada, da brisa suave que beija o rosto e dos raios de sol ou pingas de chuva que nos cumprimentam pela manhã!
Sabe bem pertencer a este mundo vivo, cheio de cor e alegria!

Beijinhos

 
At 7:54 da tarde, Blogger João Paulo Cardoso said...

E assim de repente, parece que andar de carro é, de facto, um tormento, e abençoados são os momentos em que temos de andar a pé.

Excepto se for depois de um carjacking, claro.

Mas o que conta é que estamos a redescobrir prazeres perdidos, abafados, estropiados pelo corre-corre, lufa-lufa, arf-arf dos tempos modernos!

Mãezinha Terra, não te apagues!
Ainda há esperança.

http://oeldorado.blogspot.com/
(de regresso depois das férias)

 
At 1:07 da manhã, Blogger BlueAngel said...

Os melhores momentos são os que nos proporcionam um sorriso bom para enfrentar a vida.

 
At 9:00 da manhã, Blogger blimunda sete luas said...

Realmente, não devem ser muitas as pessoas que conseguem ter essa visão da cidade, e deve ser mesmo muito bonito.

Agora, identifico-me bastante com a reacção negativa ao cheiro a fritos logo pela manhã. Dá cá um embrulhanço no estômago! ;-) Beijos.

 
At 9:52 da manhã, Blogger Zorbas said...

É um facto que se acordasse tão cedo não teria o prazer de ouvir o programa da manhã da Comercial enquanto chego ao trabalho!
Aqueles 45 minutos de viagem de carro fazem-me rir e nada há como o sorriso a começar um dia...
Um abraço felino,
Zorbas o gato

 
At 11:06 da manhã, Blogger SoNosCredita said...

conheço a sensação :)

 
At 3:24 da tarde, Blogger AnaBond said...

compreendo-te tão bem.

 

Enviar um comentário

<< Home