domingo, julho 30, 2006

Não me lixem !

Agora parece que é politicamente correcto qualificar de "danos colaterais normais numa guerra" a morte de civis, do lado do Libano.
Depois do que vimos este fim de semana, esta argumentação de facto só pode meter nojo.
Os assassinos do Hezbolah que atacam Israel de várias formas, todos os inimigos de Israel que querem ver o estado judeu riscado do planeta...tudo isso me repugna, por ser da mais primária e inqualificavel intolerância e estupidez. Mas nem por isso, aquilo que Isarel está a fazer tem, não pode ter, desculpa. Há a conversa do fim e do meio para o atingir. Isto não é nada. É pura selvajaria.
O Hezbolah transformou-se num estado dentro do estado no Libano, fomentado e alimentado por países como o Irão e a Síria, e formou uma geração de loucos extremistas, que matam gente inocente em nome de sexo hiperbolico no céu. Mas Israel responde massacrando a população do país vizinho com a desculpa de que não há outra hípotese de se defender. Tem de ser tudo a eito, não há como fazer distinção entre civis, civis comprometidos com o Hezbolah e efectivos do Hezbolah. Crianças, velhos...temos pena, é o que Israel diz, encolhendo os ombros. Já sofremos demasiado. Demasiados carros bomba, demasiados gajos a fazer-se explodir matando israelitas às dezesnas de cada vez. Demasiados anos com a vizinhança toda a querer riscar Israel do mapa.
Mas responder assim? Dizimar populações inteiras, numa cegueira de vingança...Não será isto uma forma de terrorismo também?
respeito imenso os sofrimento histórico do povo judeu, mas nem por isso posso aceitar aquilo a que estamos a assistir no Líbano. É desumano, é réles, é uma selvajaria nojenta.

9 Comments:

At 9:01 da tarde, Anonymous Tuaregue said...

Dizes: "respeito imenso os sofrimento histórico do povo judeu"

Não respeites principalmente os Israelistas, porque eles tb não respeitam, parece que não aprenderam os malificios da guerra, e em vez de promover a paz andam a promover a guerra. Será que eles ainda não se deram conta que o que estão a fazer ainda promovem mais o espirito morte a Israel. Se eles promovessem a paz la na zona talvez as populações vizinhas começassem a ver que o ocidente não é assim tão mau, que os judeus e os cristãos afinal não são os infieis que só querem o mal deles, todas aquelas lenga lengas que ouvimos. Ainda tive a esperança que este novo PM Israelita fosse diferente.

Não tenho nada contra o povo Judeu, mas o que os Israelitas (governo) andam a fazer é mesmo de quem não memória.

 
At 9:02 da tarde, Blogger Cruxe said...

Está tudo doido, é só o que se pode dizer.

E assusta as proporções que as coisas vão tomando.......

 
At 9:14 da tarde, Anonymous manuela said...

Toda esta situaçao e realmente muito triste.
Se ja sofreram nao deveriam fazer o mesmo pois deveriam reconhecer a injustiça que é.
Mas enfim!
É a actual realidade!
Fica bem :)

 
At 9:23 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Bom, acho que vcs têem toda a razão em criticar e abominar a violência. Eu, pessoalmente, não gosto dos Israelitas. Acho que o facto de estar escrito na biblia que aquele terreno é deles, não faz com que o registo de propriedade seja verdadeiro. Assim, mete-me nojo o que os Israelitas fazem em relação aos Palestinianos. Obrigam os pobres desgraçados a uma lei (em tudo semelhante à aplicada pelo regime Nazi aquando da invasão à Polónia) esmagadora e vexatória. Retiram-nos das suas terras de sempre, para a instalação dos "colonatos"... Enfim, Detesto os Israelitas.

Mas... O Hezbollah colocar lança-mísseis no meio de bairros altamente populados é o quê??? A cegueira daqueles gajos vai ao ponto de não expulsar essas armas sequiosamente procuradas pelos F-16 Israelitas... Depois cai um missil, uma bomba de fragmentação, mata 50 ou 60 pessoas, das quais um é militante e as restantes são inocentes!!! Querem o quê??? "Ah e tal ó Hezbollah, epá, tirem lá os vossos lança-misseis do meio das casas onde moram os vossos filhos e pais e mulheres, que a gente quer fazer um bombardeamento limpinho"...

Bom... esta merda está mal parada e não sabemos ainda o futuro, mas daqui se vê a hipocrisia e fraqueza da Europa e da ONU...

Lamento as crianças, lamento os inocentes. Mais que os fanáticos libaneses, é certo!!!


Francisco

 
At 8:37 da manhã, Blogger Okidoki said...

Apoiado, em tudo o que aqui se tem dito.

 
At 10:07 da manhã, Blogger Minerva McGonagall said...

Concordo contigo, e não vejo solução à vista. Vi um documentário na SIC Notícias sobre o "Partido de Deus", e fiquei chocada com a forma inteligente como a hezbolah tem angariado seguidores no sul do Líbano - constroem escolas onde ensinam os miúdos a odiar os israelitas, constroem hospitais; sustentam as viúvas de terroristas que se fizeram rebentar. Parece outro mundo, e a loucura é demais para que a consiga compreender...

 
At 10:41 da manhã, Anonymous pedro a. said...

Para alguma esquerda, a religião o fanatismo só são maus se forem católicos...

 
At 12:00 da tarde, Blogger Joaquim Varela said...

Caro amigo. Selvagerias nojentas, desumanas e reles sempre houve e sempre há-de haver em locais de conflito armado.

Guerras esterilizadas em que somente perecem militares e alvos militares, não passam de loucas quimeras. Ou isso ou de jogos de computador.

 
At 11:38 da tarde, Blogger Ze do Telhado said...

Condeno os ataques do Hezbollah tal como você, mas não tolero de forma alguma o ataque arrogante e aparentemente impune, por parte de Israel. Têm de haver consequências. O terrorismo de Estado também é terrorismo. As Nações Unidas vêem o seu futuro na dependência deste conflito. A maneira como irão lidar com este ataque genocida decidirá a sua vigência. Isto porquê? Porque não podem haver Nações de primeira e Nações de segunda! Não basta editar textos com condolências. Exigem-se medidas concretas, com aplicabilidade directa no cenário de guerra.
O auto-denominado "povo eleito" não está à margem do Direito Internacional. Acabem-se com as hipocrisias, se querem ser respeitados, respeitem. O pedantismo e o orgulho podem revelar-se os maiores inimigos de Israel. Numa guerra disparatada e grosseira, não será certamente com remendos que resolveremos o problema.

 

Enviar um comentário

<< Home