segunda-feira, maio 22, 2006

Tão bom.



Revi ontem.
Chovia lá fora, e cheirava a terra molhada, aquele cheiro que sabe aindam melhor quando já passou tempo suficiente para se sentir saudades dele. E aquele filme, de novo, como sempre.
A chuva, elemento chave do filme. A música soberba. Meg Ryan, actriz como poucas vezes. Cage convincente. Aquele mercado. Aquela casa na floresta. Aquela praia de ausentes a olhar. Aquele salto. A história. A história.
Adoro o filme, e comove-me sempre.

"I would rather have had one breath of her hair, one kiss from her mouth, one touch of her hand, than eternity without it.
One."

48 Comments:

At 8:37 da manhã, Anonymous Anónimo said...

é tudo o que disseste e ainda mais...aquele filme tem...hum...n sei, mas tem algo...
um bj enorme
vans

 
At 8:58 da manhã, Anonymous António said...

Até fiquei com os cabelos arrepiados com as tuas palavras...Lembrei me de alguem num pais distante de quem gosto muito, que está á distancia de um clic de computador mas a milhares de kms do olhar e do toque. e isso é tudo .
cumps
Bjs

 
At 9:07 da manhã, Blogger Rui Leitão said...

Love is in the air.

 
At 9:08 da manhã, Anonymous susana said...

Belissimo filme. sabe sempre muito bem voltar a revê-lo.

"And I'd give up forever to touch you
Cause I know that you feel me somehow
You're the closest to heaven that I'll ever be
And I don't want to go home right now"

 
At 9:29 da manhã, Blogger taitai said...

O que eu chorei, pronto confesso!

 
At 9:39 da manhã, Anonymous Anónimo said...

mas... e o Original?
não é 1000 vezes mais perturbador?
e bonito?

 
At 9:51 da manhã, Blogger guga said...

Nem me fales porque é um dos meus filmes preferidos e adoro tudo.

bjs Sandra

 
At 9:58 da manhã, Blogger Catherine Loup said...

É lindo :')

 
At 10:25 da manhã, Anonymous me said...

Como te compreendo ... Foi o segundo filme em que chorei na vida e, por mais vezes que reveja, acontece-me o mesmo!

 
At 12:10 da tarde, Blogger BlueAngel said...

Aqui chovia??? No Alentejo (Pavia) esteve sempre um sol radioso.´:-)

 
At 12:10 da tarde, Blogger carine said...

tb adoro aquele filme e comove-me sempre...

bjs

 
At 12:17 da tarde, Anonymous mosqueteira27 said...

É o filme da minha vida. Não há vez que o veja que não me emocione! :)

 
At 12:22 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Tambem vi, não, desta vez não xorei nem gostei tanto.... estou sem amor... só tristeza.
Beijo, Pedro

 
At 12:29 da tarde, Anonymous pedro a. said...

Contunuo a gostar mais do original, quanto mais não seja pelo Nick Cave...

 
At 12:46 da tarde, Blogger bz said...

Arrepiante :') Pus essa quote no meu nick ;) assim q me lembrei dela, antes ainda da cena dar-se no filme!
Lembrei.me da pergunta do questionário, da comercial, aos animadores - essa era sem dúvida uma cena romantica q n me importava de protagonizar (x
E sim, a(S) lagrimazinha(S) :F "cairam" ;)
E claro, a iris voltou a tocar!

 
At 1:53 da tarde, Blogger eagle said...

9 de Março de 2006, num comentário ao teu post sobre "when harry met sally"... escrevi:

"aaai a meg ryan... grande meg ryan! a escolher um filme seria o "city of angels" (meg ryan e nicolas cage), talvez por eu ser mais novo marcou-me mais esse, e ja agora a frase do filme:

"I would rather have had one breath of her hair, one kiss from her mouth, one touch of her hand, than eternity without it. One."

bons gostos pedro! mt bons!"

não é preciso dizer mais nada! apenas que a canção Iris dos Goo Goo Dolls ainda hoje me faz arrepiar de cada vez que a ouço!

 
At 1:55 da tarde, Blogger blimunda sete luas said...

Também fiquei a ver o filme. Também chorei que nem uma desalmada, mas isso em mim quer dizer muito pouco, eu choro a ver o filme de animação "Dumbo". De todas as vezes que o vejo.

É muito bonito, também gosto muito da Meg Ryan, mas não sei porquê acho que ela vem evoluindo por uns caminhos, como direi, menos espirituais. Estarei enganada?...

 
At 2:41 da tarde, Anonymous Dra.Daniela Mann said...

Eu até gostava do Nicolas Cage até ver este filme!
Passou-se! Achei toda a expressão corporal, carinhas e caretas tão artificiais que nem se justificam num amador quanto mais num actor profissional! O filme é muito bom, a Meg Ryan é igual a si própria, mas ele... passou-se! É a minha opinião. Em relação a este blog, só tenho uma palavra, espectacular!!!
Beijinhos da Dani

 
At 3:13 da tarde, Blogger Ana said...

Sublime, é como descrevo. Já vi para cima de 20 vezes (desconfio que o dvd já está riscado). Aliás, vou alternando-o com o braveheart e o love actually!

xxx

A

 
At 4:04 da tarde, Blogger fantasma said...

O filme é lindo, lindo. Lembro-me do que senti quando o vi pela 1ª vez, o choque no final... mas depois fica o amor. E essa frase, diz tudo...

 
At 4:16 da tarde, Blogger mc said...

Também não fiquei indiferente, mais uma vez, a este filme, um dos meus all time favourites!
O meu hábito de fazer frames de determinados momentos da minha vida fez com que guardasse 3 coisas deste filme: o som do amanhecer pelos anjos na praia, a queda do cage e as ultimas cenas, qdo ele chega à praia, sente o mar nos pés, mergulha e vem ao cimo da água...
Tudo isto e a banda sonora. O Peter Gabriel e os outros...
Fabuloso!
Espreita o meu blog, também eu dediquei um postzito à Cidade dos Anjos

 
At 5:55 da tarde, Blogger pintas said...

A minha opinião acerca deste filme é:
1-Meg Ryan - As good as it gets
2-Nas primeiras horas de "Homem", tem logo a Meg Ryan - As good as it gets!
3-Eh pá, mas aquilo não se faz...É gozar com um gajo!

 
At 7:26 da tarde, Blogger Mary said...

Eu tb adoro mto o filme. Qdo vi o filme pela primeira vez pensei: "Se os anjos existem, são de certeza, como o Nicolas Cage os personificou"
Tb adorei a Meg Ryan.

Excelente filme, pena não ter visto este domingo :(

 
At 7:46 da tarde, Blogger Šonђo Ažu£ said...

Eu também vi e adorei.
E porque será que essa frase também foi a que me tocou e eu não esqueci?
Hummmmmm
Adorei.

Um beijo

 
At 8:27 da tarde, Blogger Fogui Fogui said...

Axo k tivermos a mesma ideia... Post semelhantes... E escolhemos a mesma farse... Pk será? PK é uinda..... http://fogui.blogspot.com/

 
At 8:52 da tarde, Anonymous marianna :) said...

aproveitar cada momento
disfrutar das pequenas coisas da vida
o sabor da fruta...o som da chuva..o toque......
pequenos milagres...

:)

 
At 9:26 da tarde, Anonymous Madalen@ said...

A musica dakele filme... Hhum...
Tem tanto tanto para dizer.

Onde estará ele agora... A mulher a Filha...

As saudades que tenho das noites tresloucadas e de tudo o que nunca poderíamos ser...

Oiçam a musica... a letra...

Entendam o sentimento dentro de cada um a quem ela toca tão tão lá no fundo...

Obrigado por me lembrares.

bjos

 
At 10:50 da tarde, Anonymous joana said...

"I would rather have had one breath of her hair, one kiss from her mouth, one touch of her hand, than eternity without it. One."


acho que isto tem um nome.

Amor.

 
At 12:03 da manhã, Blogger Juliana said...

Simplesmente o meu filme favorito... Ainda bem que não sou a única... e sim, desato a chorar de cada vez que o vejo... Simples mas Belo! *

 
At 11:24 da manhã, Anonymous Anónimo said...

"And all i can taste is this moment
And all i can breathe is your life
Cause sonner or later is over
I just don't want to miss you tonight"
(...........)

"And you can't fight the tears that ain't coming
Or the moment of truth in your lies
When everything feels like the movies
Yeah you bleed just to know you're alive"

 
At 2:25 da tarde, Anonymous Luís Peixoto said...

Oh Ribeiro, andas a copiar o meu blog? Olha que eu escrevi isso primeiro... :D
Nunca tinha visto o filme, valeu a pena ter visto. Muito bom.

Luís Peixoto, the Scottish

 
At 2:55 da tarde, Blogger NK said...

Por acaso já viste o original do Wim Wenders "Asas do Desejo"?

 
At 2:56 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Então... cada vez fico mais surpresa com o seu blog! Pensei que só nós, as quarentonas, gostávamos destes filmes.Ou então tenho mesmo uma imagem mt errada das cabeças de hoje!Penso sempre que os mais jovens estão com tanta pressa, sei lá do quê....vocês sabem porque têem tanta pressa?...Ainda bem que há excepções e que estou enganada.

 
At 3:10 da tarde, Blogger P said...

Vi as Asas do Desejo sim, mas vou ser franco: o City of Angels tocou-me mesmo. Acheio mais próximo da vida do dia a dia do que o do wim Wenders que achei mais pomposo...um exercicio de estilo mais rebuscado e menos...próximo das nossas vidinhas...
Mas isso sou eu! :-) Percebo quem ache o contrário..

 
At 3:11 da tarde, Blogger P said...

achei-o. :-)

 
At 4:44 da tarde, Blogger Ana said...

É um dos meus filmes preferidos.Lindo lindo lindo!!!!

 
At 6:04 da tarde, Blogger INDIGENTE ANDRAJOSO said...

prefiro o original de wim wenders...

 
At 7:02 da tarde, Blogger SEAMOON said...

oi,tb revi...e....chiunfff lindo
sem duvida! adoro este filme...

bj

 
At 8:24 da tarde, Blogger Marta said...

Maravilhoso e maravilhosa coincidência... Pus exactamente a mesma frase no meu "canto" no dia do filme... a chorar baba e ranho!

É fantástico.

M.
http://historiasdemim.blogspot.com

 
At 10:00 da tarde, Blogger Bruno said...

Sim... concordo plenamente!! O filme é algo fantastico... Tem tudo para ser um filme de culto!!!
fica bem!!!

 
At 10:00 da tarde, Blogger Bruno said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

 
At 12:03 da manhã, Blogger BP7 said...

so por causa disso vou a LA no 4 de Julho, pronto esta decidido...

 
At 12:36 da manhã, Anonymous Gilly said...

Essa frase...
Para mim essa frase é o clímax de todo o filme! A verdadeira "piece de resistance"!
Sem essa frase, seria apenas mais um filmezinho romântico com final trágico, mas essa frase é a marca do génio.

É o filme da minha vida, sem sombra de dúvida.

 
At 3:34 da tarde, Blogger Joana Duarte said...

mais do que marcante, tocante ao ponto de nos fazer reflectir acerca dakilo que deixamos para trás,,, e que no fim é mais importante que tudo!

***

 
At 3:24 da tarde, Blogger SoNosCredita said...

é lindo!

 
At 8:50 da tarde, Blogger cinderela said...

É do melhor que há. Um dos filmes da minha vida. Mto bom mesmo.
Parabéns pelo blog

 
At 3:37 da tarde, Blogger Florzinha said...

Esse

 
At 3:40 da tarde, Blogger Florzinha said...

É um filme inesquecivél que nos faz pensar que o amor é mesmo algo que nos transcende, que nos ultrapassa, que toma conta de nós e faz-nos sentir na lua, ou no céu...... ele arriscou tudo mas ficou sozinho...será q não é esse o lado negativo?
Imagina-te na situação dele....

 

Enviar um comentário

<< Home