quinta-feira, março 30, 2006

E hoje, esta.



Regret.

Maybe I've forgotten the name and the address
Of everyone I've ever known
It's nothing I regret
Save it for another day
It's the school exam and the kids have run away

I would like a place I could call my own
Have a conversation on the telephone
Wake up every day that would be a start
I would not complain of my wounded heart

I was upset you see
Almost all the time
You used to be a stranger
Now you are mine

I wouldn't even trust you
I've not got much to give
We're dealing in the limits
And we don't know who with

You may think that I'm out of hand
That I'm naive, I'll understand
On this occasion, it's not true
Look at me, I'm not you

I would like a place I could call my own
Have a conversation on the telephone
Wake up every day that would be a start
I would not complain of my wounded heart

I was a short fuse
Burning all the time
You were a complete stranger
Now you are mine

I would like a place I could call my own
Have a conversation on the telephone
Wake up every day that would be a start
I would not complain about my wounded heart

Just wait till tomorrow
I guess that's what they all say
Just before they fall apart


New Order

Grande canção, num verão muito bonito, há uns anos. Nem é a letra, é o feeling que o balanço da música me transmite.

7 Comments:

At 4:30 da tarde, Blogger AntiRibeiro said...

Pôxa, estava a ver que não...

 
At 5:18 da tarde, Blogger wallyjoe said...

"Anti Ribeiro", "anti ribeirinho", nhé nhé nhé, sempre a melgar...Já não há pachorra, catano! Afinal vocês são o quê? "Pró-rio" e "pró-riacho"? "Rais'parta" tanto mau-feitio, pá! Como disse Nuno Markl numa entrevista, quem só critica, armado em arauto da perfeição, e não se consegue rir de nada (a começar por si próprio) só merece que se lhe pergunte: Mas afinal quem és tu? E o que é que fazes de tanto valor para vires agora cascar em alguém que até mostra serviço? (e de excelente qualidade, já agora) Ponham-se no vosso lugar e, já que são tão iluminados, façam alguma coisa de melhor!
Desabafo à parte, grande Pedro Ribeiro, és o chamado joker constante e é brilhante a ideia de reviver os grandiosos 80's. Continua...perdão...continue, sr Director!

 
At 10:02 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Faço minhas as palvras do "wallyjoe" ... aqui pelo Algarve chama-se a isso " uma grande dor de cotovelo" ... não melgues oh meu ( isto é so para o antiribeiro ).

Sabes Pedro hoje ia no carro para o trabalho e pensei ... é mesmo os anos 80 eu era uma adolescente mas foram os melhores anos ... e a musica nem se fala. Boa ... continua

Abraços
Raquel

 
At 11:29 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Grande malha! Das melhores dos 80s!!! Apesar de eu ter sido adolescente nos 90s... sempre adorei essa música!

O outro deve ter um trabalho "tão cansativo" (sim, pq rádio e tv não cansa... qq um faz... c 2 pernas às costas...) q n faz mais nada na vida senao vir comentar e criar um blog de proposito pa "fazer de porteira/quadrilheira"... sinceramente!

Nao tens vidinha propria?

Abraço
Bruno

 
At 12:45 da manhã, Blogger BlueAngel said...

E quando o João Vaz a passou hoje no "coffee-break" foi só vir até aqui e cantar! Fantástico!!!!

 
At 11:19 da manhã, Anonymous João Marçalo said...

"Regret" saiu nos anos 90...

 
At 12:03 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Yup! Tens toda a razão! Eu é que associo sempre os New Order aos 80s... ;P

Saiu nos 90s uma malha à 80s...

LOL

Bruno

 

Enviar um comentário

<< Home