quinta-feira, maio 03, 2007

Um zapping inédito.

Ontem andei entre a Champions e o debate das presidenciais francesas.
O Milan dominou, o debate pareceu-me equilibrado, embora tenha sido muito interessante ver, por alguns momentos, Ségolène Royal com as garras de fora.
Até Sarkozy pareceu surpreendido. Ele bem pedia calma, mas ela de dedo em riste, conseguiu, por esses momentos, atrapalhar o mais que provável futuro presidente francês.
O cenário era muito giro, a ideia dos relógios enormes a contar o tempo de cada um não chocou.
Os adeptos de Manchester a aplaudir a equipa no fim - uma imagem que me ficou do jogo.
(O comando da power box tem uma tecla excelente, que volta ao canal anterior, sem ser preciso escrever o respectivo número. Assim andei entre o debate e o canal 20, a uma tecla de distância. Um luxinho)

10 Comments:

At 11:18 da manhã, Blogger Ana said...

FOGO... agora é que me fala desse botão. As vezes que eu já pensei que devia existir um com essa função (dahhh). É que o comando da minha televisão tem, mas parti do presuposto que o da power box não tinha!!!

Isto é que é serviço público... ;o)

 
At 11:20 da manhã, Blogger ricardo said...

Este comentário foi removido pelo autor.

 
At 11:24 da manhã, Blogger ricardo said...

?!?!?!?Que botão é esse?!?!?!?

Acho que o debate esteve equilibrado até ao fim, mas quando a Segoléne (linda!) soltou as garras o Sarkozy não teve poder de reacção. Já o Milan não deu quaisquer hipóteses ao Manchester e, para quem tinha dúvidas, deu para ver no duelo Ronaldo-Kaká, quem é realmente o melhor e mais decisivo, por muito que custe a alguns nacionalistas provincianos e bacocos.

 
At 11:27 da manhã, Blogger Alcabrozes said...

Um debate "Sego"x"Sarko" tem tanto interesse como um jogo de início de época entre o Leixões e o Lixa...

 
At 11:46 da manhã, Blogger MissFutebol said...

"Não me acalmo, não me acalmo". Foi a frase da noite. Dos jogadores do Milão para os do Manchester. Da Segoléne para o Sarkozy.

 
At 12:12 da tarde, Blogger Cristina said...

Não vi o debate, mas o jogo foi simplesmente incrível. Durante 90 minutos ninguém viu aquele Manchester imbatível, aquele Cristiano super star. Para chegar a número 1 mundial, parece que o puto-maravilha (como alguns abusivamente lhe chamam) vai ter de comer ainda muita papa. O Kaka não deu qualquer hipótese.
Retenho 3 coisas: o Alex Fergusson a escalar uma equipa para defender o resultado (qual treinador italiano...); o desaparecimento total do M.United durante cerca de 60 mints; e a falta de fair-play do Cristiano e seus colegas ao não devolverem a bola quando o Kaka esteve a ser assistido...

PS - Pedro, parece que o Cristiano também tem muito a aprender sobre a forma de estar no futebol,não? Não há só um Mourinho...

 
At 4:00 da tarde, Blogger kitty said...

Oh Pedro não é preciso ter powerbox, porque eu não tenho e o comando da minhatelevisão tem esse botão,até a TV. da minha mãe, que já é bem antiga, já tem esse botão...

 
At 4:32 da tarde, Blogger OD said...

qO jogo foi realamente estranho, o Milan ganhou mas gostaria que o MU tivesse dado luta....
Viste bem o Gattuso é pá que grande jogador, adoro-o :D

 
At 4:51 da tarde, Blogger João Paulo Cardoso said...

Desta vez, Ségolène Royal foi bem mais excitante do que o Cristiano Ronaldo.

Só espero que, num país altamente militarizado e xenófobo, ela não abra buracos na defesa, como o Manchester ontem à noite.

http://oeldorado.blogspot.com/

 
At 11:08 da manhã, Blogger Pedro said...

Um post às 7:30 da manhã ?!?!?
Não devias estar a fazer rádio a essa hora?
Já percebi que durante as musicas dá para fazer muita coisa :-P
PS: Sim, é verdade, a esta hora eu devia estar a trabalhar. Mas não me apetece...

 

Enviar um comentário

<< Home