sábado, setembro 23, 2006

Ser fiel aquilo em que se acredita.

É um ponto de vista...

11 Comments:

At 3:37 da tarde, Anonymous Anónimo said...

acho muito importante ser-se fiel ao que se acredita, mas isso não tem que ser ao que é imposto pela sociedade... qdo mete sentimentos não vale a pena teorizar, acho eu. Podemos até em determinada altura acreditar que aquela pessoa vai ser para sempre mas as coisas podem não correr bem... ao olhar para o lado podemos sentir que a felicidade está ali. Mais importante que ser fiel a alguém é sermos a nós próprios acho eu :-)

 
At 1:30 da manhã, Anonymous Bruno Alexande said...

Off-topic
Pedro, disponibiliza aqui o alinhamento do "pugrama" de hj do 80 á hora, Sff.

 
At 2:49 da tarde, Anonymous Anónimo said...

pedro mete ai o joão paulo do paços, ou só o um batoteiro tem direito a foto, e mete tambem o Leo,Força Man. United...

 
At 4:19 da tarde, Anonymous Anónimo said...

O gajo do ultimo post é um ganda palhaço, e já agora ponha o comentário no dito cujo, sempre fica mais(?) aconchegado.
Hasta la vista
Pn

 
At 11:09 da tarde, Anonymous tv said...

O blog ta fixe,continua......visitem http://veloso.nireblog.com............

 
At 11:13 da tarde, Blogger Just a blog said...

Sem duvida que é um ponto de vista e que devemos respeitar, eu pessoalmente concordo e penso que cada vez mais pessoas estão a "trocar" o matrimonio por viverem juntos e eu vendo o crescente numero de divorcios e de pessoas que nada tem a ver sofrerem com isso (em expecial os filhos) cada vez mais concordo com o viver junto do que pelo matrimonio

 
At 8:12 da manhã, Blogger Sofia said...

É muito fácil dizer que a monogamia não existe e que não é essa a nossa natureza, mas quando isso nos calha a nós, quando somos nós s sofrer pela traição, pela infidelidade... aí o caso já muda de figura.

 
At 4:51 da tarde, Anonymous Suzi FL said...

Desculpem a minha ignorancia mas 'just a blog' se optares por viver junto em vez de casares e se te separares uns anos mais tarde os teus filhos não passam pelo mesmo?
Peço desculpa novamente porque a minha opinião é que é 'muita fixe' ser fiel e saber que o marido também nos é fiel, experimentem, é bom...
Nós somos fieis uns aos outros apenas se quisermos assumir a fidelidade, é tudo uma questão de acordo... Qual é o problema?

 
At 7:56 da tarde, Anonymous Anónimo said...

A infidelidade não começa nem acaba na cama.

O importante é sermos felizes.

Quanto aos nossos filhos, nem sempre sabemos o que é melhor para eles.

Pessoalmente, acho que prefereria que os meus pais se tivessem separado se entendessem, ficassem amigos e fossem felizes ao lado de quem realmente teriam sido, do que ter que os ouvir e ver a fazer um frete por nossa causa.

Se os pais querem o melhor para os filhos, nem sempre ficar e passar maus bocados é a solução.

O clima passa para nós. O incómodo, e a falta de afecto entre eles.

Não foram a tempo de ser felizes de verdade. E o que nos ficou - as minhas irmãs e a mim - foram momentos de frete juntos, porque acharam que era melhor para nós.

Talvez tivesse sido melhor terem pensado em cada um e deixar que nós - as filhas - nos tivessemos adaptado a pessoas novas. Se eram boas pessoas para eles, eram boas para nós, de certeza!

 
At 8:08 da tarde, Anonymous Ruth M. said...

Só para assinar o ultimo comment.
Ruth

bjs

 
At 9:34 da tarde, Anonymous marianna :) said...

ligarmos menos ao que os outros pensam!
Sermos mais fieis a nós!
E sermos honestos com quem nos relacionamos!
eu sou rapariga de um homem só!
é a minha opção. vou ao encontro do que acredito.

Mas não temos de pensar todos da mesma maneira. Não sou nada contra bi e poligamias (para os outros). Desde que seja de comum acordo!

A vida é curta! :)

 

Enviar um comentário

<< Home