segunda-feira, setembro 25, 2006

Haverá tempo que chegue nesta vida...

Para se fazer tudo o que se quer?
Gostava de aprender fotografia. Surf. Descer rios em canoas. E em rafting. Gostava de ter tempo para fazer desporto, voltar a jogar ténis, e futebol. Gostava de ter tempo livre para escrever o meu romance. Gostava de passear mais. Aprender a tocar guitarra. Gostava de ter paciência e ajuda para redecorar espaços, organizar paredes, arrumações, vistas. Ir à Patagónia, com tempo. A Yellowstone. Às montanhas rochosas, à Escócia e á Irlanda, a Santorini, Masai Mara e Ngorengore, à Normandia ver o mar, naquelas praias de inverno, libertação e morte.
Gostava de não ter de perder tanto tempo dos meus dias com o que não me motiva, não me interessa, não inspira. Gostava de ter mais momentos como aqueles, raros, em que, no meio da rotina, surge algo de verdadeiramente extraordinário, que marca, em bom. Estar mais tempo com as pessoas de que mais gosto.
Gostava de ter tempo para fazer tudo aquilo que sei que não conseguirei porque não terei tempo.

50 Comments:

At 7:50 da manhã, Anonymous QJ said...

Ora aí está uma coisa que temos em comum... Alguma havia de haver! :P

 
At 8:09 da manhã, Anonymous QJ said...

Ah! Lembrei-me de outra e bem mais importante, portanto se não for exagerar da tua bondade, deixo ficar aqui umas coisas que era bom que muitos olhos vissem... E obrigada.

Não olhem apenas, vejam e pensem na diferença que podem fazer:
http://www.youtube.com/watch?v=WjsRJOpLWyE

SALVE UM ANIMAL - ADOPTE!

http://www.refugiodaspatinhas.org/
http://www.sosanimal.com/
http://www.companhiadosanimais.pt/forum/index.php?c=16
http://www.mundodosanimais.com/aanifeira/portal/

 
At 8:40 da manhã, Blogger nudi said...

lol...a minha lista ainda é maior...lol
Acho que nao vamos conseguiur fazer tudo o que queremos, mas se com alguma regularidade tirar-mos um tempinho para estes desejos ja ficamos felizes.

bjs
diverte-te
vans

 
At 8:44 da manhã, Anonymous Bruno Alexandre said...

Olá Bom dia P.

(...) Nem tempo para por aqui o alinhamento do 80 á hora deste f-d-s ? :p

Bom dia & boa semana.

 
At 9:13 da manhã, Anonymous Melancia said...

oh amigo, como eu o compreendo!!!

 
At 9:19 da manhã, Blogger Tiago Franco said...

Tempo para conhecer o planeta, sem pensar no dinheiro (ou na forma de o ganhar), horários definidos pelo senso ou vontade, tempo para as pessoas de quem realmente gostamos.
Conhecer, conhecer, conhecer.
Deixar essa coisa de "trabalhar-para-pagar-contas-e-ver-fatias-do-mundo-pela-tv" para mais tarde.

 
At 9:40 da manhã, Blogger Minerva McGonagall said...

Tem fé na ciência! Daqui a 30 anos já ninguém morre. Vais ver que depois até tens tempo em demasia...

 
At 9:47 da manhã, Blogger  said...

Temos algumas coisas em comum , mete ai umas motas e está feito , mas o mais comum a mim e a toda a gente é a falta dessa grande matéria prima de sonhos , o tempo !

abraço

 
At 9:58 da manhã, Anonymous PF said...

Bom dia, regressado de férias,ligo o rádio do carro e oiço o Santana, seriam aí uma 07.50, bela maneira de começar a fila de trânsito do IC19. Quanto á falta de tempo, poizé P do mesmo mal me queixo eu.

Fiquem Bem
PF

 
At 10:07 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Oh Pedro, como eu te entendo...
Sobre Santorini, vou-te mandar um mail com umas fotos só para o caso de "saltares" essa ;-)
Bj,
AnaV

 
At 10:23 da manhã, Blogger Šonђo Ažu£ said...

Eu também. Gostava de terminar o livro que tenho a meio e que nunca vai sair da gaveta (mas é o meu livro), gostava de não ter horas para acordar, gostava de abraçar os meus sobrinhos com muito mais frequência... enfim...
E tenho medo de que não haja tempo suficiente para isso.

Hoje é um dia triste para mim, faz hoje 3 anos que perdi uma das pessoas que mais amo. Hoje é um anjo que olha para mim do céu!

P.S. Grande momento hoje com mais duas musicas que adoro: Ronan Keating e Rita Guerra e Luis Represas (sempre no seu melhor)

 
At 10:35 da manhã, Anonymous ana said...

Ao menos tens tempo para ser feliz??

 
At 10:44 da manhã, Blogger Florença said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

 
At 10:45 da manhã, Blogger Florença said...

Estar vivo já é uma dificuldade (pelo menos para mim q monto uma mota) mas enquanto respirar, hei-de conhecer o mundo. Nem que seja em cima de uma jangada, com ração para animais ;)

 
At 10:53 da manhã, Blogger Alexandra said...

Tanta tanta coisa... e os anos a caminharem a passos largos por nós!!! Pareço 1a velha eu sei... mas d há 1s tempos p cá... xiça... q rápido!!! :( Padecemos do mesmo mal... tanto por fazer... tanto por onde ir... Qrs fazer sociedade? Não te assustes... é só p o Euromilhões!!! lol

 
At 12:13 da tarde, Blogger Pedro Fonseca said...

Infelizmente nunca há tempo suficiente para se fazer tudo que se gostaria de fazer ao longo da vida...

 
At 12:31 da tarde, Blogger marília said...

Ai a Normandia e as suas praias...imprescindível. Arranja lá tempo para ires. Não é um passeio de "relaxe", se pararmos para pensar aquilo dói por dentro. Mas é maravilhoso.

 
At 12:40 da tarde, Anonymous sonia said...

... apesar de tudo, e de bem saber que se calhar também não vou ter tempo para tudo o que gostaria de ver, fazer, conhecer, visitar... há um dia em que tristemente chegamos à conclusão de que nem sequer tivemos tempo de dizer a alguém o qto gostavamos e o quanto era importante para nós.... e de repente essa pessoa já não está cá. houve tempo para tanta coisa menos importante e não tivemos sequer tempo menos para isso....

 
At 1:00 da tarde, Blogger Bxana said...

Há sempre tempo... e coisas para querer fazer. O mágico que há nisto são precisamente os projectos que temos, e a esperança de os fazer. E depois, por vezes, temos belas surpresas! Nem a propósito: Há que tempos que eu e os meus amigos andavamos a imaginar o dia em que todos iamos, finalmente, descer o Mondego de canoa. Fizemo-lo ontem. 15 minutos depois de iniciar a descida, começou a chover. Granizo. Durante as 5 horas que estivemos no rio choveu, e fez vento. Foi, ao mesmo tempo, uma das melhores e a piores experiências da minha vida! Acho que vamos repetir... quando nos curarmos, os 20, da pneumonia... porque projectos não nos faltam, nem esperanças de um dia poder ter tempo e possibilidade de os concretizar! É isso que nos dá força!

 
At 1:08 da tarde, Blogger anamoris said...

Concordo!!!
Fiquei curiosa com o romance, espero que venhas a ter tempo brevemente...
Beijos

 
At 1:18 da tarde, Blogger Joana (Dra-D) said...

Ora aqui está um texto dos que gosto...

Infelizmente, nem sempre podemos fazer aquilo que queremos. E aqueles que o fazem, a sociedade chama-os de loucos...

Gostavas de aprender todas essas coisas que disseste, e de ir a todos esses sitios, ou queres aprender e ir lá?
O tempo é algo que é relativo, logo acaba por passar em grande parte, se o temos ou não, pela nossa cabeça e pela nossa psíque.

Os momentos raros que referes, são tão bons, por isso mesmo porque são raros, se fossem em grande quantidade tornar-se-iam rotineiros e perderiam a sua beleza.

Só os velhos têm mais recordacões que sonhos, e tu não és velho. Enquanto fores vivo, e tiveres capacidade de sonhar e de lutar pelo que queres e sonhas, tudo te é possível.

Tens uma família linda, tens saúde, ja tens o principal, o resto vem por acréscimo, basta um joguinho de cintura...

BEIJOCAS

 
At 2:03 da tarde, Blogger AnaBond said...

ai, como te compreendo.

fotografia já aprendi, mas falta-me o tempo e a vida para fazer um pouco mais que fotos familiares...

mas entendo-te muito bem... irlanda e escócia estão também na minha top list, e espero não morrer sem conhecer pelo menos um deles.
o meu marido começou a aprender a tocar guitarra... sozinho... e tem a minha idade - 32.

como vês, nunca é tarde para começar seja o que for... afinal não sabemos o dia de amanhã.

um àparte... não precisas de um curso para fotografia.
queres umas pequenas dicas?
já escrevi isto à uns tempos, apesar de não ser na data em que está escrito... pode ser que te ajude.

http://anabond.blogspot.com/2005_01_01_anabond_archive.html

um abraço. posso não vir até aqui à muito tempo, mas não me esqueço de passar por aqui.

 
At 2:06 da tarde, Blogger AnaBond said...

sorry, já vi que o link não aparece todo.

vou-to transcrever com um enter no meio. se o copiares daqui, tens de retirar o enter...

http://anabond.blogspot.com/
2005_01_01_anabond_archive.html

bye

 
At 2:45 da tarde, Blogger asdrubal tudo bem said...

é por tudo isto que eu digo mais vale rico e com saude do que pobre e doentinho

 
At 4:48 da tarde, Anonymous tiago h said...

Não existe tempo nem para metade do que queremos...
Mesmo que a esperança de vida aumente (e vai aumentado) o número de coisas que o ser humano quer também aumenta...
Por isso, foi assim, é assim e será sempre assim.

Abraço

 
At 6:52 da tarde, Anonymous Cristiana said...

acho que não. mas devia haver. beijo

 
At 6:59 da tarde, Anonymous Lopes said...

Pronto, mais um "romancista" a juntar à Fátima Lopes, ao Rodrigues dos Santos, ao Cláudio Ramos e a um interminável rol de figurinhas públicas...

Até gostava de saber que raio de livros lês para achares que podes escrever... Grande coisa não podem ser, pois se fossem saberias que não é para qualquer um...

 
At 7:13 da tarde, Blogger cemremos said...

O que importa é que cada minuto seja sentido como real e honesto!

 
At 9:06 da tarde, Anonymous marianna :) said...

Duas palavras para ti:

Organizar e Decidir

:)

 
At 9:34 da tarde, Blogger Dagarman said...

Aproveita esta vida, só a tens uma vez.

 
At 9:51 da tarde, Blogger P said...

lopes,


Obrigado.

Um abraço

 
At 9:55 da tarde, Blogger Olinda Dinis said...

E quando sentes que o tempo não chega e sabes que há cerca de dois anos não aproveitaste mais de 48horas? Continuas na mesma e não sabes como alterar....

 
At 10:17 da tarde, Blogger MA said...

Realmente nunca ha tempo pra tudo, mas de certeza que tens tempo pra passar no devaneios de gozões at blogspot

 
At 11:13 da tarde, Blogger Just a blog said...

As vezes as coisas tornam-se mais simples do que parecem e quando achamos que não temos tempo para isto ou aquilo eis que ele surje assim do nada como por mágia, é só acreditarmos e organizarmonos.

 
At 11:25 da tarde, Blogger Erica said...

E o tempo que perdemos a preocupar-nos com as coisas que não fazemos? Se calhar, esses minutos somados ao fim de um ano... Já dava para umas aulinhas de guitarra :)

O blog está muito bom, parabéns

 
At 11:38 da tarde, Blogger leao_xxi said...

vou-te dar uma sugestão, à 6ªfeira tenta acertar em 5 numeros e duas estrelas e vais ver que já ficas com tempo e dinheiro para fazeres tudo aquilo que te apetece...

 
At 12:09 da manhã, Anonymous Francisco Catarino said...

GRANDE post este que tu fizeste.ASerio foi dos melhores que ja li,adorei simplesmente o que escreveste pois penso exactamentee dessa mesma forma que tu.Ha momentos no dia a dia que nao servem para nada,minutos em que nao se faz nada,e neses momentos gostaria de estar num outro lugar,a fazer outra coisa qq,a conhecer pessoas,a fazer qq coisa menos estar ali.Adorei mesmo este post acredita Pedro,isto leva imenso que pensar,esta "coisa" de que se fala que é o tempo.

 
At 10:44 da manhã, Blogger Maria said...

Como diz o Jorge Palma:
"O tempo somos nós"

 
At 2:15 da tarde, Blogger ... said...

Sempre o tempo e mais o tempo....
Não me parece que seja falta de tempo que nós tenhamos, talvez e de uma forma ainda não descoberta, o tempo não seja só comandado pelos relógios...
Quem sabe exista Alguém que está a acelerar o tempo para não sofrermos com a nossa auto destruição???
Abraço

 
At 6:34 da tarde, Anonymous andreia moreira said...

É terrível! Só agora que aprendi a saborear a vida me apercebo de como é mesmo infinitamente curta uma vida para fazer tudo aquilo que sonhamos! Principalmente com as rotinas do dia-a-dia incontornáveis se for essa a nossa opção de vida. Há que ir fazendo umas listinhas (já tens neste post a tua!) com coisas que sonhamos fazer, dar-lhes prioridades e ir concretizando de vez em quando uma... É complicado mas se quisermos MUITO MUITO acredito que seja possível! Não podemos é perder tempo a pensar que ainda o temos, porque sem saber podemos já não ter assim tanto... Que confusão! Mas é o que eu penso acerca da falta de tempo! E tanto que esse malandro me tem faltado :) Ainda me ando a organizar!!! Eh eh eh. E já lá vão 28 quase 29 anos... Terei muitos mais!? Espero que sim!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Bjinhos e continua a fazer dos teus dias sempre dias úteis!

 
At 7:25 da tarde, Blogger SecretSoul said...

Pergunto-me sobre também isso várias (demasiadas) vezes..

 
At 9:14 da tarde, Anonymous manuela said...

Vais ter tempo.
Fica bem ;)

 
At 11:11 da tarde, Anonymous apslb said...

Lembrei-me de outra...
Será que teremos tempo de ser CAMPEÕES EUROPEUS!!!!!

 
At 1:23 da manhã, Blogger Cristina said...

Deus!! vai ver o mar...

beijo

 
At 1:01 da tarde, Blogger Rita said...

São esses impossiveis que nos aguçam o gosto de viver, pelo que não temos e sobretudo pelo que conseguimos na vida. Aprender a viver com o tempo que temos, e dar ainda mais valor, aproveitando cada momento a vida, as pessoas, o estar presente, dar o melhor de nós, o amor.
Um beijo da mana

 
At 4:36 da tarde, Anonymous patrice said...

Ehpah, para além de seres um gajo porreiro e (sobretudo)lampião, escreves lindamente!

Muito bem!

Fã desde os tempos do HQMC

 
At 12:39 da tarde, Anonymous Cereja said...

Tempo? É relativo, como dizia o Einstein. De certeza que já te queixavas de falta de tempo antes de teres filhos, e o primeiro veio, e ocupou o seu espaço, e o tempo que tu não tinhas e tu ficaste a achar que não tinhas tempo para nada, e o segundo veio e ocupou o seu espaço e o teu tempo… Deixaste de fazer coisas? Talvez. Deixaste outras a meio..e então, arrependes-te? Claro que não! Parece-me que o problema é o nosso nível de expectativa, que acaba por determinar o nosso nível de frustração.

Acredito que simplesmente a vida faz com que deixemos para trás o que não é tão importante, pelo menos para já! Só deixaste porque não era realmente a tua prioridade. Se fosse, não terias deixado! E fizeste muito bem!
Acredito cada vez mais que a sabedoria está em tirar partido do tanto que já temos hoje e agora em vez de lamentarmos o que não fizemos ou o que achamos que não vamos conseguir fazer. Está bem, mas mesmo assim, passamos muito do nosso tempo a fazer coisas que realmente não queremos e não nos motivam e nos aborrecem, não é? Não fará parte da aprendizagem que temos que fazer para darmos valor às pequenas coisas boas de todos os dias? Tenho a impressão, cada vez mais, que a alegria, a felicidade e o tempo estão mesmo dentro de nós, o problema é que não as vemos, por querermos tanta coisa que está lá fora…

A tua Patagónia virá….se ela fizer parte do teu caminho. Mas os teus filhos, o microfone, aquele olhar…, o pôr-do-sol, a chuva lá fora, o teu amor, já fazem, e tu sabes isso! Celebra!

 
At 7:04 da tarde, Blogger rita said...

Confesso que ali o comentário do lopes me deixou estupefacta, e por duas razões.
Primeiro porque colocou o Rodrigues dos Santos no mesmo monte que o Cláudio Ramos.
E em segundo pela conclusão do senhor. “Até gostava de saber que raio de livros lês para achares que podes escrever... Grande coisa não podem ser, pois se fossem saberias que não é para qualquer um...” livros bons para o senhor Lopes podem não ser os mesmos que para mim ou para o Zé da esquina… e claro que escrever não é para qualquer um… mas como saberá o senhor lopes se não é aqui para o Pedro. Se calhar o sr. Lopes ao saber de um homenzinho com a 4ª classe a escrever romances também diria: “ ah isso não é para qualquer um, toma tino ó pá!” e assim não teríamos o Saramago, Nobel 1998.
Além disso, se escrever é uma forma de comunicar e se estes são alguns dos nossos jornalistas não percebo porque não podem escrever que são logo rotulados: “ oh mais um livrinho de uma figurinha pública!”

Baaahhh.

força ai nos desejos de uma vida.

 
At 10:37 da tarde, Blogger June said...

Se eu pudesse fazer um terço do que tu gostavas, era uma mulher feliz.
Tem esperança.
Bjs

 
At 12:51 da tarde, Blogger Jotabê said...

Já pensaste fazer uma coisa de cada vez?

:)

Abraço

 

Enviar um comentário

<< Home