terça-feira, agosto 29, 2006

Já faz parte.

As vezes que eu já este filme fazem com que saiba de cor a maior parte dos diálogos. Foi um filme realmente importante na minha vida, e mesmo sabendo que ele (sobretudo a cena do orgasmo de café) se tornou, com o tempo, um cliché...para mim é sempre mágico.
"Homens e mulheres não podem ser amigos porque o sexo estraga sempre tudo" é a ideia que dá o mote para um filme extraordinário. Billy Crystal e Meg Ryan nunca mais conseguiram este nível...
Em nenhum outro filme aparece um diálogo entre dois amigos em que um pergunta : "You made a woman miau?!" :-)
E depois há uma das melhores declarações de amor de todos os tempos, por um Harry Burns desesperadamente lúcido, numa noite de fim de ano.

"I love that you get cold when it's 71 degrees out. I love that it takes you an hour and a half to order a sandwich. I love that you get a little crinkle above your nose when you're looking at me like I'm nuts. I love that after I spend the day with you, I can still smell your perfume on my clothes. And I love that you are the last person I want to talk to before I go to sleep at night. And it's not because I'm lonely, and it's not because it's New Year's Eve. I came here tonight because when you realize you want to spend the rest of your life with somebody, you want the rest of your life to start as soon as possible"

22 Comments:

At 8:47 da manhã, Anonymous Uma Ana said...

É sem dúvida um filme único, fantástico, mágico, que não me canso de (re)ver! E que sempre me faz chorar como se o estivesse a ver pela 1ª vez. Não é só porque é interpretado pela Meg Ryan e pelo Billy Cristal, de quem muito gosto. Ou se calhar é. Este filme, com outros actores, não seria o mesmo "When Harry Met Sally".
Obrigada por me teres feito ficar com vontade de chegar a casa e o ver!

 
At 9:32 da manhã, Anonymous nuno ferreira said...

l'amour toujour l'amour

 
At 9:49 da manhã, Blogger isaac davis said...

é um filme enorme, sem dúvida. curiosamente, o actor que diz essa fabulosa frase que é "you've made a woman miau", bruno kirby, faleceu há poucos dias, de leucemia.

 
At 9:50 da manhã, Blogger Binoc said...

A ideia de que as mulheres não fazen sexo com amigos é um dos maiores mitos que reina entre os homens e convém desmistificar.
As nossas amigas realmente vão para a cama com amigos, o problema é que esse amigo não somos nós. E porque não estão interessadas, dão-nos essa desculpa.
Aprende comigo.

 
At 10:14 da manhã, Blogger Karla said...

Concordo com tudo a 100%. Uma das melhores comédias românticas de sempre :)

 
At 10:46 da manhã, Blogger  said...

Bonito. No mínimo. "You want the rest of your life to start as soon as possible"

 
At 10:49 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Caro amigo Pedro, isto não é um comenterio ao filme, mas quando o meu "amigo", falou que não era da Mealhada, ainda vá que não vá, mas dizer que não aprecia LEITÃO, sem duvida que mais valia ser drogado.
Quanto ao filme até é bacano.
Hasta la vista.
Pn

 
At 11:11 da manhã, Blogger Lídia Amorim said...

por acaso nunca vi.
Bem, não deve ser da minha época..

Mas fiquei curiosa, vou pesquisá-lo....

Bj*/

 
At 11:29 da manhã, Blogger anamoris said...

É um dos filmes da minha vida.
Faz parte do meu imaginário, porque vivi uma situação muito semelhante. É assim, há filmes que são verdadeiros espelhos.
Beijos

 
At 11:31 da manhã, Blogger marília said...

:)

 
At 12:00 da tarde, Anonymous PF said...

Ora aqui está um filme que eu nunca vi, uma mancha negra na minha cultura cinéfila....tenho que o ver. O que esta manhã me ri com a cena do Leitão, o P também come Flocos em vez da bela sandocha de Leitão?

Fiquem bem
PF

 
At 12:07 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Se há filmes belos esse é sem dúvida um deles. Com momentos tão grandes que em vez de um sorriso, por tocarem tão próximo, fazem cair uma lágrima.

 
At 12:21 da tarde, Anonymous manuela said...

Não vi mas depois disto acho que vou tratar disso.
Obrigada por mais um bom conselho.
Fica bem :)

 
At 12:47 da tarde, Blogger Som do Silêncio said...

Já perdi a conta às vezes que já vi este filme....é delicioso!
Que bom teres lembrado...

P.S. ( hoje chorei a rir com o leitão....)

 
At 12:58 da tarde, Blogger marta said...

nem nuna mais se fez um filme assim, nem nunca se soube se era possivel a amizade entre um homen e uma mulher...

 
At 2:08 da tarde, Blogger isolina said...

Caro Pedro. Antes de mais, permite-me que te trate por tu. A mim, parece-me algo óbvio já que somos da mesma colheita - esse maravilhoso ano de 1971 - e porque fazes parte das minhas manhãs há anos. Nem o dia seria o mesmo sem o programa da manhã com Pedro Ribeiro, seja em que estação for!
Descobri o teu blog por acaso quando alguém me enviou o saudoso "favas com chouriço" que foi alvo de um comentário inesquecível ainda na Best FM, contigo, com o Nuno e a Maria.
Resolvi ver ver o que pelo teu blog se passava e tropeço neste ilme que é um marco para mim. Confesso que a citação da deixa do Harry Burns ao confessar-se apaixonado me deixou um lágrima no olho.
Obrigada Pedro por seres quem és. Um abraço para ti e para todos os teus. Bem hajas! :-)

 
At 5:52 da tarde, Blogger fantasma said...

Comprei-o há pouco tempo, por acaso, mas ainda não o revi. Mas é realmente fantástico, e obrigada por teres colocado a declaração de amor que é, simplesmente, fabulosa.

 
At 1:16 da manhã, Blogger Muse said...

é realmente fabuloso!

 
At 11:40 da manhã, Blogger Minerva McGonagall said...

Nunca vi o filme (só conheço a cena do orgasmo), mas essa declaração está potente! Vou já alugar.

 
At 12:58 da tarde, Blogger jrs said...

Sim, concordo com tudo. Menos com a questão do nível do Bill Crystal: gosto mais dele em Forget Paris. Vá-se lá saber porquê...

 
At 3:06 da tarde, Blogger Maria said...

os cliches têm sempre uma conotação negativa, mas quando se passam na nossa vida tornam-se em recordações deliciosas, e este filme tem algo de magico, de nostalgico, é bom sentir estas coisas.

 
At 9:37 da tarde, Anonymous Anónimo said...

e nada mais foi o mesmo.o harry conheceu a sally.a sally conheceu o harry e puseram casais-amigos por todo este mundo fora a questionarem-se perante a (im)possível amizade entre dois sexos...
the sex part always gets in the way, he said,mas foi algo que desde nova me deixou a pensar.
Acho esta quote deliciosa: Harry Burns: Had my dream again where I'm making love, and the Olympic judges are watching. I'd nailed the compulsories, so this is it, the finals. I got a 9.8 from the Canadians, a perfect 10 from the Americans, and my mother, disguised as an East German judge, gave me a 5.6. Must have been the dismount.
bem Pedro beijinhos,um obrigada por acordares de manhã, o decidires fazer radio.e obrigada a sic radical pela repeticao das conversas ribeirinhas.e não me interessa se acordas mal disposto.
Madalena

 

Enviar um comentário

<< Home