quinta-feira, agosto 03, 2006

Asi es.

"...Yo quisiera arrasar todas estas murallas. Las que callan mi voz en un hueco de sombra y de piedra mortal. Y decodificar el sentir de la gente que no sabe o no puede aprender que vivir es mejor que soñar.
Es igual que la suave llovizna. Que cae despertando la tierra con el fresco, la claridad del alba. Yo quisiera morir en un dia de invierno para sentir la lluvia mojarme la cara una última vez. Como sentir tu boca tocándo la mía Y aunque solo un instante pensar que no es ese mi último adiós.
Que morir es como esa llovizna que cae despertando la tierra con el frescor, la claridad del alba."

Gracias, artista.

12 Comments:

At 10:45 da tarde, Blogger janica said...

é-me familiar, esta artista :)

 
At 12:21 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Não conheço, mas dá que pensar

 
At 12:54 da manhã, Anonymous manuela said...

Gostei :)

 
At 1:15 da manhã, Blogger Loonatico said...

Grande :D

Muito familiar, mesmo ;)

 
At 9:53 da manhã, Blogger Florença said...

O espanhol é que se torna um bocado indigesto, há que convir.

 
At 10:43 da manhã, Blogger Rita said...

Existem músicas que ao serem faladas viram poemas, é o caso. Mafalda Veiga sempre em alma de poeta.

 
At 11:01 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Esta letra...acompanhada da voz e da guitarra da Mafalda...Muito bom!!!!

Rita

 
At 12:22 da tarde, Anonymous Andreia said...

Simplesmente perfeita esta "canção" (aliás como todas as outras) da Mafalda.

 
At 10:04 da tarde, Blogger Just a blog said...

É grande tal como tu a "nossa" Mafaldinha, e muito muito bom e sem muita electrónica apenas a voz e guitarra basta tal como todos os grandes interpretes.

 
At 11:07 da tarde, Anonymous Anónimo said...

"Esta é só uma noite para comemorar..."
Mafalda Veiga, sempre

 
At 1:30 da tarde, Blogger Jana said...

É a maior!

 
At 12:25 da tarde, Blogger Ghost said...

Deus no céu e a Mafalda na terra....

 

Enviar um comentário

<< Home