segunda-feira, março 20, 2006

Pai Herói

Acabo de chegar da festa de dia do Pai, na sala da minha filha, na escolinha. É sempre uma enorme e inevitável comoção sentir a alegria dela, e um pouco desconfortavel sentir a tristeza dos poucos míudos cujo pai não pode estar presente. Isso impressiona-me sempre.
Faço sempre os possíveis por estar presente, e adoro sentir não só a alegria dela, mas também o orgulho. Ela abraça-se a mim, dá-me muito beijinhos, dá-me a mão e vai dizendo coisas tipo : "É o meu paizinho lindo". E depois dá-me aqueles presentes todos, o diploma de super-pai, as pinturas, os desenhos. E sorri, muito.
Depois acaba-se a festa dos papás, é hora de vir trabalhar, e ela fica com aquele ar...não é que ela não goste da escola, ela adora...mas se o papá pudesse ficar o dia todo com ela...
É maravilhoso. E para o ano, 1ª classe, calculo que o dia do Pai já não dê direito a um dia assim, com o papá na sala de aula, e os papás dos outros amigos e amigas, tudo ali na brincadeira por uma manhã. Como me lembrava um amigo meu, e pai de um coleguinha da Mafalda, vamos sentir falta destes dias do Pai, passados assim.
Pois vamos.

10 Comments:

At 12:38 da tarde, Anonymous Joaninha said...

Consigo compreender o teu orgulho de pai. E digo-o como filha. O que descreves corresponde exactamente àquilo que eu via - e ainda vejo -nos olhos do meu pai sempre que lhe mostro que ele é a melhor coisa da minha vida.
Seja no dia 19, 20 ou outro qualquer.

Parabéns pelos teus filhotes e por toda a felicidade que transparece sempre que falas neles. Pai babado :)

Joaninha
joaninhadepapel.blog.com

 
At 12:42 da tarde, Blogger Elora said...

O Pai da minha filhota hoje não pode ir à festinha. Portanto a minha menina baldou-se à escola. Perde uma festa, mas também perde a memória do Pai não ter ido. E ontem já festejámos em casa.

 
At 12:42 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Anseio por momentos como este que descreves tão bem...

Só espero estar à altura!

Um abraço

PM
vouserpai.blogdrive.com

 
At 2:43 da tarde, Blogger rs said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

 
At 2:44 da tarde, Blogger rs said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

 
At 9:22 da tarde, Blogger nudi said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

 
At 9:25 da tarde, Blogger nudi said...

É tao bom ler estas coisas...
Eu trabalho num atl, e felizmente sei o que estás a falar, ver os pais babadíssimos a olhar para as suas crias...é lindo!!
Infelizmente n sao a maioria- pais divorciados continuam a achar que faltar nestes momentos afectam a outra metade, e nem pensam nas crianças...outras n vêm os pais ha seculos, e este dia é uma tristeza...
bom, um beijinho pa ti e pos teus filhtes
fica bem
vans

 
At 10:30 da tarde, Blogger BlueAngel said...

Sempre que falas dos teus rebentos é uma emoção. E mais uma vez, não surpreendeste. :) Um encanto.

 
At 12:01 da manhã, Anonymous J.Gabriel said...

Apesar da F. ter ainda 14 mesitos, sentimos, sim eu e ela, a mesma emoção que descreves neste post, quando fui até à sala dela no dia do pai, para a ir buscar e receber uma recordação a assinalar a data.

acontagemcrescente@blogspot.com

 
At 4:58 da tarde, Blogger Šonђo Ažu£ said...

Costumo dizer isto dos filhos:
"Quando se tem um filho jamais se fica sozinho. É das poucas pessoas que nos ama incondicionalmente e apesar dos defeitos. Ser pai ou mãe é uma dádiva enorme. É como um presente que vale tanto que não dinheiro no mundo que chegue para o pagar!"
Feliz dia do Pai atrasado, mas de coração.

 

Enviar um comentário

<< Home