domingo, dezembro 04, 2005

Love, actually.


Estão a dar isto na televisão. Maravilhoso. O filme é belo. E esta cena da fotografia é mágica. Feliz Natal !


P.S.- Tenho de dizer que a história que "acaba comigo" é a do puto e o pai. Adoro.

44 Comments:

At 5:53 da tarde, Blogger Pedro Lopes said...

excelente mesmo!

não sei se irás ler isto Pedro Ribeiro, mas aí ao lado nos links do desporto falta o blog Livre Indirecto! melhor que o terceiro anel...

és o maior!

 
At 7:28 da tarde, Blogger Cruxe said...

Eu adoro este filme. Não é o Notting Hill, mas anda lá perto. :)

 
At 7:28 da tarde, Blogger Cruxe said...

A propósito, enquanto escrevo isto está precisamente nessa cena ;)

 
At 7:30 da tarde, Blogger bounty said...

Lindo, lindo, lindo...dos meus filmes preferidos, com grande actores e com a nossa querida Lúcia Moniz :)

 
At 7:34 da tarde, Blogger SecretSoul said...

Um filme simples, muito simples. Mas com muito significado. Com tanto que se lhe diga...

 
At 7:48 da tarde, Blogger SecretSoul said...

Se não te importas, fiz um post sobre o mesmo com a mesma imagem,se houver alg problema, retiro! :) [[]]

 
At 7:49 da tarde, Anonymous vans said...

amo o filme, pois deve ser dos poucos, que nao tem os "maus da fita", e que qs todos os casais acabam felizes, e isso da-me mt esperança...;)
lindo, n me canso de ver...
bjs pa tds

 
At 8:14 da tarde, Blogger Nat said...

simplesmente perfeito...

Feliz natal!

 
At 8:39 da tarde, Blogger MB said...

De todas as histórias, a que gostei mais foi a do puto!

 
At 9:09 da tarde, Blogger k said...

Lindíssimo o filme! E a nossa Lucia Moniz a representar-nos tão bem.. Aquelas tasquinhas tipicas, as famílias tipicamente abrutalhadas, as ruas de Lisboa.. Muito bem conseguido!

 
At 9:41 da tarde, Blogger Nelson Santos said...

É a segunda vez que me desmancho a chorar na mesma cena do filme...rais partam!
Mas que é uma história incrivelmente verdadeira e incrivelmente bem contada, não há dúvidas.

O amor está, realmente, em todo o lado!

 
At 9:42 da tarde, Blogger Marco said...

gosto do filme, mas aquela coisa do inglês sair num aeroporto francês e ir de taxi até lisboa, é que não está com nada. O actor que aparece nessa cena é muito aparecido a um jornalista da TVI. Será que é ele?

 
At 9:45 da tarde, Blogger Patrícia said...

e o Colin Firth *suspiro*, ai o Colin Firth! O que eu não teria dado para estar no papel da Lúcia Moniz!!!

 
At 10:50 da tarde, Anonymous -=|£äðy Юägöñ|=- said...

Bem.. o filme é msm uma coisa fantástica!! Também basta ter uma persença portuguesa que dá logo outro ar e outro, como direi, "glamour" ao filme!! E pronto.. o Amor Acontece.. em todo o lado, a toda a hora.. anywhere!! Hasta

 
At 11:44 da tarde, Blogger Joaquim Varela said...

Ó Caro Marco. Se bem me lembro, o inglês (Colin Firth) não saí num aeroporto francês, mas sim num porto francês. E vai de Táxi até onde mora a "Lúcia Moniz", que é emigrante portuguesa em França... Que vive inserida numa comunidade de emigrantes portugueses em França...

 
At 11:45 da tarde, Blogger Jorge M. said...

O filme não podia chegar numa altura melhor.

Época Natalícia RocKs!

 
At 10:25 da manhã, Blogger Marta said...

Bom dia Pedro

Cá venho deixar o meu cunho pela primeira vez; e para dizer que este foi o tema alvo exactamente do meu post de ontem (também para não estar a cair na conversa rebuscada de que gosto do trabalho do Pedro!).

M.
http://historiasdemim.blogspot.com

 
At 10:30 da manhã, Blogger Marta said...

Ah! E Para o Marco - O tipo não vai de táxi até Lisboa... Aquilo passa-se numa terriola perto de Marselha onde a Aurélia (ou a Lucinha, como preferir) e a família trabalham como emigrantes.

:)

 
At 11:00 da manhã, Blogger Undisclosed Recipient said...

Pronto, fico feliz por ver que não sou a única tonta que adora o filme... as duas cenas que me matam são quando o Colin pede a Lucinha em casamento (eu chorava no cinema e dizia "eles aprenderam a língua um do outrooooooo!") e a da mulher que prescinde do amor romântico para tomar conta do irmão. Bolas... já tou aqui toda húmida dos olhos outra vez... ai ai...

 
At 11:22 da manhã, Blogger blimunda sete luas said...

Tá visto que este fim-de-semana andou tudo a falar no mesmo... tá giro!

 
At 11:29 da manhã, Blogger Luís said...

também adoro aquela parte em que o puto diz ao pai que está apaixonado e o pai menospreza o sentimento do miudo. É um filme levezinho mas bem interessante.
abraço

 
At 11:33 da manhã, Blogger Marco said...

ok percebido, num batam mais aqui no meu ego. mas aquelas ruas parecem Lisboa, foi so por isso.

 
At 1:01 da tarde, Anonymous me said...

também é a minha favorita! filme mesmo muito bem relizado (e guardado religiosamente em dvd).

 
At 4:07 da tarde, Blogger Canochinha said...

A cena da foto é a minha preferida do filme... É impossível não ter pena do pobre rapaz. Há amores assim, que nunca se concretizam... É a vida:))

 
At 4:46 da tarde, Blogger Patrícia said...

Choro baba e ranho a ver este filme... e o Notting Hill... e o Clube dos Poetas Mortos...

Humpf...

 
At 5:23 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Tambem me deparei com esse filme onte á tarde, lindo :D
Adoro o filme...
Principalmente quando o pai diz ao filho que há sempre mais que uma pessoa para cada um de nós....e lá estava ela na festa de Natal.
Beijos
Olinda

 
At 9:47 da tarde, Anonymous kris said...

'Mark: But for now, let me say - Without hope or agenda - Just because it's Christmas - And at Christmas you tell the truth - To me, you are perfect - And my wasted heart will love you - Until you look like this [picture of a mummy]'

aquece-me sempre o coração, este filme. um beijo

 
At 10:36 da tarde, Blogger Sílvia Sobrinho said...

Realmente é um filme msm bom =)
E principalmente nessa cena, tem uma certa logica...se não dizemos o q sentimos no dia-a-dia, pelo menos q seja no Natal... =)

bjs

 
At 10:43 da tarde, Blogger NrowS said...

A cena da foto fez-me lembrar que havia alguém a quem eu gostaria de ter dito aquilo tudo e nunca o fiz. Curiosamente, fomos ver o filme juntos.
Há coisas que nos dão um nó na cabeça... :p
Belo filme. ;)

 
At 10:24 da manhã, Blogger Vanessa said...

Também o postei/ recomendei quando soube que ia dar na TV. Vi-o no cinema há 2 anos e Amei! Como não consigo ver um filme do inicio ao fim nos nossos canais (porque com os anúncios pelo meio demoram uma eternidade e eu tenho uma cria para tratar), limitei-me a matar saudades ouvindo a banda sonora do filme que é igualmente Linda!

 
At 2:23 da tarde, Anonymous Anónimo said...

O Liam Neeson é padrasto do puto, não pai... O que torna a relação ainda mais engraçada. E este é, de todo, um dos melhores filmes de Natal de sempre!!!

Faz-nos pensar e muito.

PM
vouserpai.blogdrive.com

 
At 5:00 da tarde, Blogger MH said...

Também eu adoro o filme. Choro em muitas cenas de cada vez que o revejo. Porém, há sempre um senão. Irrita-me a maneira como são retratados os portugueses. Não me refiro à Aurélia, mas sim à família. A irmã até chama "estúpido" ao pai e tudo. E a maneira de falar, a caracterização física, enfim... Mas de facto é um fantástico filme, isso sim.

 
At 5:28 da tarde, Blogger Cláudia Morais said...

Adorei rever o filme... e gostei de descobrir o blog. Vou voltar!

 
At 8:30 da tarde, Anonymous Anónimo said...

A natureza do filme é a coragem.
Acho que todos os personagens mostram coragem em lutar pelo amor, mesmo quando não há hipótese [por ex...esta cena] não existe pudor em revelarem o que sentem. LINDO!

Até o tontinho que hipoteca a casa, enche a mochila de preservativos e parte para a América em busca do amor…[??].

Mas de certeza que o José Carlos Araújo não entrou neste filme? este actor é a cara dele!

 
At 10:01 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Fogo....

DEvo ter sido a unica tontinha do pais que não viu o filme....

é que ando a preparar uma exposisão (sou uma pseudo-pintora), e andei a snifar diluente e tintas oleo o dia inteiro... bem que podiam ter avisado....vi no cinema e lemro-me de ter adorado.

beijo
zita

 
At 10:22 da tarde, Blogger ƒLIcĸ™ said...

Não vi :o(

http://trocadilhosdoquotidiano.blogspot.com

 
At 11:31 da tarde, Blogger Cátia Teixeira said...

pena é eu ter entrado n sala (ond o meu pai tava a ver o filme) no exacto momento da dita 'cena de amor'.
dou meia volta pa tras
-OH MAAAAE!! o q vai ser o jantar??

 
At 11:55 da tarde, Blogger paulo rico said...

o link opara o livre indirecto está maléfico!

 
At 2:25 da tarde, Blogger SePo said...

quanto ao filme só tenho a criticar a não inclusão de Pedro Ribeiro.

Grande senhor Ribeiro:
convido-o a visitar o meu blog em
www.toknutako.blogspot.com e gostava da opinião desse um génio da comédia.
Não, não é o Seinfeld, é o Pedro Ribeiro.

 
At 3:45 da tarde, Blogger Talk Talk said...

Pois eu preferi a cena com os portugueses no bairro em França. Só não percebi a cena dos beijos, acho que isso é mais lá para as zonas do Leste europeu.
Um abraço e boa sorte pró Benfica hoje à noite.

 
At 6:10 da tarde, Blogger Pimenta said...

É, prá mim, um dos melhores filmes de Natal/Amor que existe!
Tudo se conjuga na perfeição, som, imagem, história, ...

 
At 2:33 da manhã, Blogger Xarinha said...

Continua a ser o meu filme preferido... E essa imagem que escolheste pertence à minha cena do filme preferida... "To me you are perfect..." - é uma declaração inesquecível...

 
At 12:12 da manhã, Blogger MeiaLua said...

É como o Ocean's Twelve e o Ocean's Eleven. Adoro! Já vi os três bastantes vezes, vou ao videoclube e dou por mim a trazê-los outra vez para casa. Também adoro a história do pai e do puto mas principalmente adoro aquele puto! É genial!

 
At 2:53 da tarde, Anonymous Ana said...

Temos algo em comum. Vi este filme, faz agora dia 25 de Dezembro 2 anos. Assim que saiu o dvd comprei. Já o vi umas boas dezenas de vezes, e o coração parte-se definitivamente (com inerente lágrima que insiste em aparecer no canto do olho) quando o Sam se vai despedir da Joanna ao aeroporto.

xxx

A

 

Enviar um comentário

<< Home