terça-feira, outubro 12, 2004

Milagres on demand?

Acabo de ver na SIC o Joaquim Franco em directo de Fátima, a dar conta da possibilidade do Papa voltar a Fátima para declarar santos os pastorinhos. A história é esta: uma criança, que vive na Suiça e é filha de emigrantes portugueses, tinha diabetes. Está a familia a ver a beatificação dos pastorinhos pela televisão, a mãe ajoelha em frente da TV, em lágrimas, suplica aos pastorinhos um milagre on demand. A criança é curada. Milagre! grita-se da Suiça. A Igreja crê, o Papa quer muito, está tudo tratado, os pastorinhos vão ser santos. O reporter diz que lá em Fátima isso é tudo uma formalidade, porque para eles, peregrinos, os pastorinhos já são santos há muito.
Mas não há ninguém que pergunte: está tudo doido? A Igreja continua a perder credibilidade a cada dia, entrou-se numa euforia irresponsavel não de fé mas de fézada, o Vaticano agora parece ter aberto uma linha de produção industrial de santos, agora também em formato TV Shop como se vê neste caso da criança "curada da diabetes" pela televisão.
Não creio em Fátima, acho que se trata de uma invenção de uma igreja com sede de poder, influência e dinheiro, uma igreja esquizofrénica, alienante e ridicula...Acho que os peregrinos são escandalosamente abusados por toda aquela mistificação e entristece-me a resignação de quem acha que ter fé em Deus é martirizar-se e esperar por milagres que lhes resolvam a vida ou amparem quedas e azares. Quem acredita que Deus pode ficar contente por tanto tormento auto-infligido não acredita seguramente no Deus em que eu acredito...
Mas à parte deste tipo de considerações, o que me fica desta reportagem é a ideia peregrina sem dúvida de declarar santas umas crianças inocentes e sem nenhuma instrução mas que de repente viram qualquer coisa, e se calhar era Nossa Senhora, e etc e tal.
E agora vão ser uns santos ultra modernos, criados através da televisão. A Igreja a dobrar-se ao dogma da TV: só é verdade se der na televisão.
Obsceno.

2 Comments:

At 12:38 da tarde, Blogger Filipa said...

Qualquer dia criam uma linha de valor acrescentado para ser mais fácil encomendar o nosso próprio milagre.
Podem até vir a associar um serviço de entrega ao domicilio e aí seria tudo ainda mais fácil.
Se o negócio render deverá existir sempre um padre visionário e adepto de novas tecnologias que resolva informatizar o vaticano e aí, bem, aí era a festa!!! Peça o seu milagre on-line. Fazemos dois pelo preço de um. Se estiver muito necessitado poderemos até passá-lo para o topo da lista pela módica quantia de *****euros...
Enfim, qualquer dia andamos todos a falar com deus nosso senhor através do msn.
É triste, mas é a mais pura das verdades. Chegou a nova era da igreja católica, uma "terceira geração" da família vaticano (humm, isto dava um bom nome para um reality show), em que os santos são fabricados em massa e os milagres expedidos em correio azul (ou verde, dependendo do tamanho)!

Santa hipocrisia...

 
At 7:00 da manhã, Blogger ... said...

Pois tb não acredito desse deus que quer que as pessoa sofram para poderem ser mais "santificadas" ou mais abençoadas!
ABbraço

 

Enviar um comentário

<< Home